Defesa Civil de Curitiba orienta como passar a estação de inverno de forma saudável e segura

Nesse período, com a diminuição das chuvas, há também a diminuição da umidade relativa do ar que, aliada a queda de temperatura, intensifica a ocorrência das doenças que atacam o aparelho respiratório, bem como o risco de incidentes e conseqüentes danos às pessoas.


Alguns cuidados são necessários como:

Evitar permanecer em lugares fechados, úmidos e sem ventilação, principalmente com acúmulo de poeira;

Colocar roupas e cobertas ao sol antes de usá-las;

Evitar manter os animais domésticos em ambientes sem ventilação;

Usar creme hidratante na pele, evitando queimaduras pelo frio;

evitar a automedicação, pois o uso indiscriminado de antibióticos, além da possibilidade de gerar uma resistência bacteriana, pode promover efeitos colaterais indesejáveis;

Em virtude do frio, é inevitável aumento do gasto energético, para manutenção da temperatura corpórea e, portanto é imprescindível que a ingestão de alimentos seja moderada e que cuidados sejam tomados com a ingestão de alimentos muito calóricos;

Ingerir bastante líquido.


Outro fator de atenção, causador de vários incidentes em residências e empresas é o uso dos aquecedores.


Para tanto são necessários alguns cuidados:

1- Aquecedores Elétricos:

Fazer a instalação, fixação e uso desses aparelhos de acordo com o manual de instruções;

Evitar utilizá-los sem antes fazer uma revisão com pessoal técnico;

Manter crianças a uma distância segura, evitando a possibilidade de queimaduras;

Não encostar o aparelho em cortinas, roupas de cama, toalhas ou qualquer outro material combustível, evitando a ocorrência de incêndios;

Manter a circulação de ar, pois os aquecedores "queimam" o oxigênio do ambiente e podem levar à morte por hipóxia (morte branca);

2- Aquecedores a Gás:

Devem ser instalados em lugares ventilados e devem obrigatoriamente possuir chaminé de exaustão;

Devem passar por uma manutenção, no mínimo anual, para a regulagem dos queimadores e seguir a correta instalação, conforme manual do equipamento;

A chama dos queimadores deve apresentar coloração azul. Se a chama dos queimadores apresentar coloração amarela é sinal que estão sem regulagem e a combustão não está sendo completa, produzindo então o gás monóxido de carbono e, neste caso, há risco à saúde.

3- Cuidados com outras formas de aquecimento de ambientes:

Outra causa comum de acidentes, levando muitas pessoas a óbito, com monóxido de carbono é a queima de carvão vegetal, utilizado para aquecer ambientes confinados;

A queima de álcool, ou outro combustível, freqüentemente utilizado durante o inverno, para aquecer ambientes residenciais como dormitórios e banheiros, além de também produzir a queima do oxigênio, levando o usuário à asfixia, também é grande causador de incêndios com sérios prejuízos e danos às pessoas.

Capacitações

Em um evento adverso a possibilidade de alguém sofrer alguma queda, escorregar ou se machucar é muito grande. Para isso precisamos de pessoas capacitadas para atender àquele que necessitar de ajuda.


Estabelecer os requisitos para a elaboração, manutenção e revisão de um plano de emergência contra incêndio, visa proteger a vida, o meio ambiente e o patrimônio.



Telefones
© 2009 - Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil - COMPDEC
Rua Capitão Souza Franco, 13 - Bairro: Batel - CEP: 80.730-420
defesacivil@smds.curitiba.pr.gov.br
Curitiba - Paraná