Noticias
Voltar
Cohab entrega novas moradias para famílias que viviam em área de risco

Cohab entrega novas moradias para famílias que viviam em área de risco

Mais 15 famílias que viviam em situação de risco na Vila 23 de Agosto foram transferidas esta semana para o Moradias Jandaia, no bairro Ganchinho. Agora, já são 348 unidades entregues no empreendimento, que contará com um total de 405 moradias.


O conjunto está sendo construído pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) para retirar de situações precárias moradores das Vilas Osternack, Campo Cerrado, 23 de Agosto, Ulisses Guimarães e Vila Nova. As 57 unidades restantes estão em obras e serão entregues gradativamente conforme fiquem prontas.


O empreendimento está sendo executado com verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e contrapartida do município. A Prefeitura suplementou recursos para garantir a execução das obras, pois o custo previsto no projeto inicial estava defasado. A construção das casas e sobrados representa investimentos de R$ 6,17 milhões, dos quais R$ 3 milhões são recursos do orçamento municipal.


As famílias atendidas viviam em áreas impróprias para moradia, próximas às margens de rios, por isso sofriam com os alagamentos. Os que estavam fora da faixa de preservação puderam permanecer e foram atendidos com obras de urbanização.


As novas moradias têm de um a três quartos e a destinação de cada uma delas é definida em função da composição familiar. O Moradias Jandaia fica em região atendida por equipamentos como escola, unidade de saúde, creche, CRAS e Armazém da Família.


Segurança


"Saímos do inferno e agora estamos no céu", disse o servente Gilberto Ferreira, 43 anos, para expressar seu sentimento ao receber uma casa nova. Ele vivia com a esposa Célia em uma precária casa de madeira na beira do rio, na Vila 23 de Agosto. Lá enfrentou três grandes enchentes. "Era com água na altura do peito, de perder tudo que tinha no barraco", relembra.


Em segurança no sobrado de dois quartos, agora ele planeja um futuro mais tranquilo. "Aqui está ótimo, pode chover que a gente continua seguro. Desde o dia que mudamos para cá, nossa vida começou de novo. Chega de sofrimento e dificuldade, agora a gente quer subir na vida", ressalta.


Situação semelhante vive a dona de casa Mara Vanessa da Silva, 30 anos. Por uma década ela viveu com o marido e os dois filhos em beira de rio na Vila 23 de Agosto. "Dentro de casa apareciam ratazanas enormes, todo tipo de inseto e até cobra. Tinha também o problema do mau cheiro e das enchentes", conta.


No sobrado novo, o casal pretende construir muros e arrumar a calçada. "Quero deixar a casa bem bonita, já que antes eu não tinha essa chance. Melhorou muito a nossa situação, nem tem como comparar. Tenho certeza de que aqui seremos muito felizes", disse.


Capacitações

Em um evento adverso a possibilidade de alguém sofrer alguma queda, escorregar ou se machucar é muito grande. Para isso precisamos de pessoas capacitadas para atender àquele que necessitar de ajuda.


Estabelecer os requisitos para a elaboração, manutenção e revisão de um plano de emergência contra incêndio, visa proteger a vida, o meio ambiente e o patrimônio.



Telefones
© 2009 - Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil - COMPDEC
Rua Capitão Souza Franco, 13 - Bairro: Batel - CEP: 80.730-420
defesacivil@curitiba.pr.gov.br
Curitiba - Paraná