Noticias
Voltar
Após audiência pública, Plano Diretor de Drenagem segue para Câmara

Após audiência pública, Plano Diretor de Drenagem segue para Câmara

O Plano Diretor de Drenagem (PDD) para Curitiba foi discutido nesta terça-feira (26), em audiência pública realizada no Palácio 29 de Março. Foi a terceira e última audiência sobre o tema, antes de o documento ser enviado para a votação na Câmara de Vereadores. O PDD, que irá orientar a ação da Prefeitura no combate a enchentes na cidade, prevê soluções inovadoras que devem se tornar referência para outras cidades.


Segundo o secretário municipal de Obras, Sérgio Luiz Antoniasse, os estudos mapearam as regiões que mais precisam de investimentos para evitar que seus moradores sofram com as conseqüências das cheias.


Vinte e sete projetos já foram aprovados pelo governo federal e estão em fase de licitação. Já está garantido para estes projetos um volume de R$ 650 milhões, liberados pela Caixa Econômica, a fundo perdido. O dinheiro virá do PAC da Prevenção, que prevê investimentos na bacia do Rio Iguaçu.


Os recursos serão aplicados nas sub-bacias do Rio Belém (intervenções nas calhas dos rios Belém, Pilarzinho, Água Verde e Pinheirinho), do Rio Atuba (onde serão implantadas duas bacias de contenção no Rio Bacacheri e uma bacia de detenção no Rio Atuba) do Rio Barigui e do Ribeirão dos Padilhas. Também serão destinados recursos para obras no sub Iguaçu em Curitiba e Região Metropolitana e para a sub-bacia do Rio Ponta Grossa.


Prazos


De acordo com o coordenador do plano, Edu Franco, o plano deve ser posto em prática até o primeiro semestre do ano que vem Segundo ele, o PDD coloca Curitiba na vanguarda em políticas de combate a enchentes.


"Curitiba é a primeira cidade a ter um estudo tão amplo sobre este problema. Este plano foi baseado em estudos implementados em outras cidades e outros países, no que existe de melhor no mundo", diz.


A reunião teve a presença de representantes do Ippuc e das secretarias municipais de Obras e do Meio-Ambiente.


Capacitações

Em um evento adverso a possibilidade de alguém sofrer alguma queda, escorregar ou se machucar é muito grande. Para isso precisamos de pessoas capacitadas para atender àquele que necessitar de ajuda.


Estabelecer os requisitos para a elaboração, manutenção e revisão de um plano de emergência contra incêndio, visa proteger a vida, o meio ambiente e o patrimônio.



Telefones
© 2009 - Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil - COMPDEC
Rua Capitão Souza Franco, 13 - Bairro: Batel - CEP: 80.730-420
defesacivil@curitiba.pr.gov.br
Curitiba - Paraná