Noticias
Voltar
Conhecer para Prevenir orienta população a agir em situação de risco

Conhecer para Prevenir orienta população a agir em situação de risco

Um grupo de sete estudantes da Escola Municipal Prefeito Omar Sabbag, no Cajuru apresentou na tarde desta terça-feira (11) o sistema de alerta de enchentes desenvolvido por eles nas aulas de robótica para o Campeonato First Lego Leage. A apresentação aconteceu durante a cerimônia de encerramento das atividades de 2013 do Conhecer para Prevenir, programa da Prefeitura de Curitiba que ensina a comunidade escolar a agir e minimizar danos diante de acidentes e desastres. A cerimonia foi no Salão de Atos do Parque Barigui.


Elaborado pela equipe denominada Cyber Rex, o sistema desenvolvido pelos estudantes foi resultado de uma ampla pesquisa a partir do tema Fúrias da Natureza. O tema é o mesmo que está mobilizando milhares de estudantes no mundo a buscarem alternativas para melhorar a qualidade de vida das pessoas.


Depois de pesquisarem todos os tipos de desastres naturais causados no planeta, de pesquisarem na Defesa Civil medidas para a redução de danos e de promoverem campanha de arrecadação que permitiu repassar uma tonelada de alimentos para vítimas de alagamentos na cidade, os estudantes desenvolveram um equipamento que alerta a população quando um rio vai transbordar e alagar a região.


O alerta antecipado permite que a população deixe o local com segurança e antecedência, sem correr risco de morte e sendo possível ainda diminuir transtornos e prejuízos causados pelas enchentes. Batizado de System Cyber Flood consiste em um sistema de alerta sonoro, visual e uma central que envia mensagem de celular (MSN) para autoridade local quando o nível de um rio atingir um ponto de alerta.


Em defesa do projeto, os estudantes comprovam que mesmo com a existência de diferentes equipamentos em vários países para o alerta de alagamentos, o desenvolvido por eles tem custo acessível, em torno de R$ 150,00 o que permitira beneficiar populações carentes.


O protótipo que será apresentado durante a etapa regional do campeonato de robótica, no fim deste mês, na sede do Sesi Boqueirão, foi desenvolvido pelos estudantes usando uma bateria de carro de 12 wolts, uma boia de tanque de combustível de moto, um sensor de mercúrio, uma lâmpada de 12 wolts e um alarme de carro.


Conhecer para Prevenir


O trabalho desenvolvido pelos estudantes segue os princípios do programa Defesa Civil na Educação - Conhecer para Prevenir, que prepara estudantes, profissionais das unidades escolares da rede de ensino para adotarem medidas seguras diante de acidentes e desastres.


Desenvolvido em parceria entre as secretarias municipais da Educação e da Defesa Social, o programa oferece treinamento e ações simuladas que orienta as crianças e profissionais das unidades de ensino a agirem diante de incêndios, alagamentos, vendavais e outros desastres.


Além de proteger a vida, as ações são decisivas também para minimizar danos e prejuízos ao patrimônio e ao meio ambiente. Criado em 2005, o programa já beneficiou 221 mil pessoas. "Cada criança ou profissional treinado se torna um multiplicador em sua família e comunidade. São ensinamentos que servem para ser aplicados na escola, em casa, na rua, no cinema e durante toda a vida, evitando danos maiores", disse o coordenador técnico de Defesa Civil de Curitiba, João Batista dos Santos.


Atualmente o programa está implantado em 277 unidades, porém, o objetivo das secretarias parceiras é, segundo o secretário executivo e coordenador geral da Defesa Civil de Curitiba, Osiris Pontoni Klamas, é chegar a 2015, com todas as unidades da rede municipal de ensino incluídas.


"De nada adianta agirmos após uma catástrofe. Precisamos nos antever a situações de risco e é a isso que o programa se propõe, a partir da articulação com a Educação", disse Klamas.


Somente neste ano, centenas de treinamentos e simulados de emergência e capacitações foram realizados nas escolas, Centros municipais de Educação Infantil (CMEIs) e demais unidades da educação. "O objetivo maior é a proteção à vida, seguindo os conceitos do que se pretende na educação, fazer com que as crianças conheçam suas realidades e a partir daí aprendam a se prevenir", disse a secretária municipal da Educação, Roberlayne Borges Roballo.


Neste ano 66 escolas da rede de ensino municipal passaram a fazer parte do programa e foram certificadas durante a cerimonia de encerramento das atividades do ano. Houve ainda o relato feito por diretores de unidades integradas ao programa sobre como os conhecimentos adquiridos nos treinamentos foram fundamentais para evitar problemas maiores, diante de acidentes ocorridos durante o ano.


Também houve a apresentação do Teatro de Fantoches da Guarda Municipal e a participação de guardas mirins da 8ª Companhia da Guarda Municipal do Boqueirão.


Capacitações

Em um evento adverso a possibilidade de alguém sofrer alguma queda, escorregar ou se machucar é muito grande. Para isso precisamos de pessoas capacitadas para atender àquele que necessitar de ajuda.


Estabelecer os requisitos para a elaboração, manutenção e revisão de um plano de emergência contra incêndio, visa proteger a vida, o meio ambiente e o patrimônio.



Telefones
© 2009 - Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil - COMPDEC
Rua Capitão Souza Franco, 13 - Bairro: Batel - CEP: 80.730-420
defesacivil@curitiba.pr.gov.br
Curitiba - Paraná