Noticias
Regionais entregam comprovante de residência para vítimas de enchente

Termina nesta quarta-feira (27) o prazo que as administrações regionais da Prefeitura de Curitiba têm para fornecer a declaração que comprova que o cidadão mora em área atingida pelas enchentes do início de junho. Essa declaração é necessária para que o cidadão tenha direito de sacar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por ter sido vítima da enchente. Devem procurar suas regionais as pessoas que não têm comprovante de endereço (conta de água ou luz) em seu nome.


O fim do prazo está provocando grande movimento nas administrações regionais do Boqueirão, CIC, Cajuru e Pinheirinho. Cerca de 200 pessoas estão sendo atendidas diariamente. As administrações regionais conhecem a realidade dos bairros e têm maior facilidade para comprovar que as pessoas moram nos endereços citados. Informações como cadastro na unidade de saúde ou a apresentação de um contrato de aluguel podem ser suficientes. Em alguns casos, servidores são enviados ao endereço para verificação.


Os mais de 8 mil trabalhadores que têm direito ao saque moram nos bairros mais atingidos pela chuva dos dias 7 e 8 de junho: Boqueirão, Cajuru, Caximba, CIC, Pinheirinho, Tatuquara e Uberaba. O pedido deve ser feito à Caixa Econômica Federal e poderá ser retirado o valor depositado no fundo, limitado a R$ 6,22 mil. É preciso ter saldo em conta para realizar o resgate.


Com a declaração que comprova o endereço e o restante da documentação exigida pela Caixa Econômica Federal, o trabalhador poderá pedir o resgate até o dia 10 de setembro pelo telefone 0800 726 0207.


A relação de documentos inclui carteira de identidade (também são aceitos carteira de habilitação, carteira do conselho profissional, passaporte e novo modelo da Carteira do Trabalho); carteira de trabalho (cópias das páginas da foto, de qualificação/identificação e dos contratos de trabalho) ou Cadastro Nacional de Informações Sociais (a ser retirado no INSS) ou ainda o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (a ser retirado no Ministério do Trabalho).


Quem pode sacar


Nos municípios com declaração de situação de emergência ou estado de calamidade pública, os trabalhadores, residentes nas áreas atingidas e informadas pelo poder público local, têm direito a sacar o valor existente, limitado a R$ 6,22 mil por conta vinculada do FGTS.


Os trabalhadores residentes na região atingida com direito a receber o FGTS precisam solicitar o saque pelo fone 0800 726 0207, opção 3. As ligações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8 às 21 horas, e aos sábados, das 10 às 16 horas.


O atendimento presencial é para aqueles que já tiverem solicitado o saque pelo 0800, e será realizado de acordo com o mês de nascimento do trabalhador, em qualquer agência da Caixa Econômica Federal, até o dia 27 de agosto.


Habilitação para o saque do FGTS às vítimas da enchente em Curitiba:


Pelo telefone
Período: de 24 de julho a 10 de setembro de 2014
Horário: das 8h às 21h, de segunda-feira a sexta-feira e no sábado, das 10h às 16h
Número telefone: 0800 726 0207, opção 3


Presencial
Período: de 12 a 27 de agosto de 2014
Horário: das 10h às 16h, de segunda a sexta-feira
Central de Atendimento: Qualquer agência da Caixa, em Curitiba


Capacitações

Em um evento adverso a possibilidade de alguém sofrer alguma queda, escorregar ou se machucar é muito grande. Para isso precisamos de pessoas capacitadas para atender àquele que necessitar de ajuda.


Estabelecer os requisitos para a elaboração, manutenção e revisão de um plano de emergência contra incêndio, visa proteger a vida, o meio ambiente e o patrimônio.



Telefones
© 2009 - Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil - COMPDEC
Rua Capitão Souza Franco, 13 - Bairro: Batel - CEP: 80.730-420
defesacivil@curitiba.pr.gov.br
Curitiba - Paraná