Noticias
Simulações de incêndio preparam para a redução de desastres

Simulações de incêndio preparam para a redução de desastres

Servidores municipais e usuários dos serviços que funcionam da Rua da Cidadania do Bairro Novo participaram nesta sexta-feira (9) de uma simulação de incêndio e evacuação do prédio que mobilizou ao todo 122 pessoas. O exercício, coordenado pela Defesa Civil de Curitiba e Administração Regional Bairro Novo, contou com o reforço do Corpo de Bombeiros e integrou as atividades da Semana Nacional de Redução de Desastres.


A evacuação total da sede durou 4 minutos e 10 segundos, um tempo considerado excepcional para esse tipo de exercício e que superou as expectativas dos organizadores. "Deixamos aqui a semente de uma brigada de incêndio, que será implantada em breve na Administração Regional", disse o coordenador do programa Conhecer Para Prevenir, supervisor Carlos Noel Batista, da Guarda Municipal. "O exercício demonstrou o preparo e a segurança das pessoas no momento de abandonar o prédio, retirar ou resgatar possíveis vítimas", concluiu. O Corpo de Bombeiros atuou na simulação, para reforçar as orientações, avaliar riscos e o desempenho das equipes.


Defesa Civil na Educação


Ainda dentro da programação da Semana Nacional de Redução de Desastres, os coordenadores regionais do programa Defesa Civil na Educação - Conhecer Para Prevenir (CPP) da Regional Boqueirão realizaram na tarde de quinta-feira (8) um simulado de princípio de incêndio na cozinha da Escola Municipal Francisco Derosso, no Xaxim. A simulação envolveu cerca de 370 alunos das 12 turmas do período da tarde, professores e funcionários da escola, que abandonaram o prédio em 4 minutos e se concentraram no ginásio de esportes.


Os coordenadores regionais do CPP avaliaram os critérios de tempo de deslocamento, de evacuação completa, a rota de fuga, observaram a atenção dos encarregados em não deixar ninguém para trás e se o deslocamento foi feito com segurança, sem pânico e sem correria. Dois estudantes cadeirantes contaram com o auxílio de uma pessoa designada especialmente para atendê-los. De acordo com o supervisor Fábio de Souza Lastra, que chefia o pelotão escolar em 21 escolas e 22 centros municipais de educação infantil existentes na Regional Boqueirão, a cada seis meses é realizado um simulado de manutenção do Conhecer Para Prevenir para reciclagem ou mesmo para orientação dos novos estudantes e profissionais.


A diretora da escola, Andressa Romano Jes, comentou que há cerca de 4 anos, a escola enfrentou uma situação real, parecida com a que foi simulada, quando pegou fogo na casa de madeira antiga onde funcionava a biblioteca. Hoje, o prédio é de alvenaria, está reformado e foi preservada apenas a fachada da biblioteca, que é tombada.


Quando o assunto é prevenção, a Guarda Municipal Mirim (GMM) é especialista. Os 55 estudantes que integram a Guarda Mirim na escola Francisco Derosso aproveitaram a presença de visitantes para o simulado e demonstraram os conhecimentos adquiridos sobre combate a incêndio, primeiros socorros, prevenção e cuidados com a dengue e o exercício de ordem unida. A estudante do quinto ano, Júlia Richter, entregou ao representante da Administração Regional Boqueirão, Alessandro Presznhuk, a medalha de "Amigo da Guarda Mirim".


Referência


Os trabalhos da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Curitiba (COMPDEC) despertaram a atenção dos guardas municipais que integram a Defesa Civil em Campo Largo. Três agentes do município vizinho participaram da simulação na Escola Municipal Francisco Derosso, com a finalidade de "copiar o modelo de Curitiba e levar para lá, adequando à realidade de Campo Largo", explicou o coordenador geral do organismo, Alexandre Custódio Telesse.


No ano passado, Campo Largo foi atingida por uma saraivada de granizo, que afetou toda a população e a rede pública municipal. "Foi o que despertou na gente a necessidade de aperfeiçoar nossos plano de abandono e plano de emergência, aproveitando a experiência e a parceria da Guarda Municipal de Curitiba", completou Telesse. Campo largo possui uma população aproximada de 120 mil habitantes, 48 escolas municipais e 17 centros municipais de educação infantil. Os agentes locais querem implementar o modelo do programa Defesa Civil na Escola - Conhecer Para Prevenir no município vizinho da Região Metropolitana.


Capacitações

Em um evento adverso a possibilidade de alguém sofrer alguma queda, escorregar ou se machucar é muito grande. Para isso precisamos de pessoas capacitadas para atender àquele que necessitar de ajuda.


Estabelecer os requisitos para a elaboração, manutenção e revisão de um plano de emergência contra incêndio, visa proteger a vida, o meio ambiente e o patrimônio.



Telefones
© 2009 - Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil - COMPDEC
Rua Capitão Souza Franco, 13 - Bairro: Batel - CEP: 80.730-420
defesacivil@curitiba.pr.gov.br
Curitiba - Paraná