Noticias
Emergências Defesa Civil – disque 199 ou 153


A população de Curitiba conta com uma ampla estrutura, formada por diversas Secretarias e órgãos municipais, reunidos em torno da Defesa Civil, que atua principalmente na redução dos riscos e no gerenciamento de desastres. Entre eles, tempestades, inundações, alagamentos, precipitações de granizo, acidentes com produtos perigosos.


A Coordenaria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC) é sistema integrado por todos os serviços da Prefeitura que trabalham na prevenção de eventos adversos em áreas públicas ou privadas, com ações também durante e após, para proporcionar respostas ágeis às ocorrências.


O trabalho está baseado principalmente na estratégia de “construção da resiliência”: prevenção, preparação, mitigação, adaptação, resposta e recuperação.


Atendimento

A Defesa Civil não fecha. Oferece serviços 24 horas, todos os dias da semana, para as emergências e também denúncias.


DISQUE 199 ou também 153 (Guarda Municipal) – este são os números exclusivos do telefones para o cidadão informar as situações de risco (como comércio que estoca botijões de gás irregularmente ou cheiro forte de combustível no ar, nas proximidades de um posto de gasolina) e a ocorrência de desastres.


Central de Atendimento 156 - também recebe estes comunicados, pela internet, via chat online, e-mail; e ainda pelo telefone 156.
Para outras situações o cidadão conta com:
Telefone – (41) 3350-3690
E-mail - defesacivil@curitiba.pr.gov.br


Desastres naturais ou não

A Defesa Civil faz planejamento e tem equipes preparadas e equipadas para atender as seguintes situações, na proteção da comunidade e também do meio ambiente:

  • Inundações ou alagamentos que afetem a população ou atinjam residências
  • Quedas de árvores provocadas por rajadas de vento que causem transtornos à locomoção de pessoas e ao trânsito de veículos
  • Acidentes com produtos químicos, inflamáveis, tóxicos, radioativos ou explosivos com danos às pessoas e ao meio ambiente
  • Explosões em áreas residenciais
  • Vazamento de gás em vias públicas ou em equipamentos públicos
  • Destelhamentos de residências e de equipamentos públicos decorrentes de tempestades e rajadas de vento
  • Desastre natural ou causado pelo homem, com danos consideráveis às pessoas e ao meio ambiente
  • Incidentes ou desastres relacionados à contaminação por agente químico ou biológico
  • Tempestades com raios e rajadas de vento que por qualquer motivo afetem a população
  • Incêndios e desastres em plantas industriais que causem risco à população
  • Derramamento de produto químico, biológico, radioativo, inflamável ou explosivo em via pública ou curso de água
  • Infestação ou ataque de insetos, pragas ou animais em via pública ou em equipamentos públicos
  • Quedas de objetos que ameacem a integridade física de pessoas
  • Ondas de calor que acarretem danos às pessoas e aos animais
  • Grandes incêndios em plantas residenciais ou industriais que causem danos ao patrimônio, às pessoas e ao meio ambiente
  • Incidentes e desastres relacionados à contaminação por material radioativo


  • Alertas e Fiscalização

    A Coordenadoria envia alertas sobre condições meteorológicas com possíveis eventos atmosféricos especialmente às 10 Administrações Regionais (que fazem a gestão dos 75 bairros da cidade), à Guarda Municipal e a toda estrutura para emergência da Prefeitura. São dados recebidos da Defesa Civil do Paraná/Simepar, para antecipar eventos e proteger populações das áreas a serem atingidas, se mantendo em estado de atenção.


    Para quem mora em área de atenção é ofertada a criação de Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil. Servem para sensibilizar as comunidades por meio de curso que aborda temas como prevenção e combate ao princípio do incêndio e Plano de Preparação para Emergência Local (PPEL).


    Em parceria com outros órgãos, como o Corpo de Bombeiros, fiscaliza transporte, comercialização e execução de atividades envolvendo produtos perigosos (químicos, combustíveis, inflamáveis, radioativos, biológicos e controlados).


    Conhecer para Prevenir é programa que pode ser implantado em qualquer instituição de ensino de Curitiba, pública ou privada. Crianças e estudantes têm palestras sobre cuidados com o meio ambiente e temas relacionados à Proteção e Defesa Civil; treinamentos e simulados para o abandono da edificação em casos de sinistros ou a permanência no local. Os professores e educadores são capacitados sobre estes conteúdo e recebem noções de primeiros socorros, prevenção e combate a incêndios e plano de emergência.


    A escola interessada em implantar o Programa deve contatar o e-mail cpp@sme.curitiba.pr.gov.br ou o telefone (41)3350-3690.


    As empresas que fazem reparos de mobiliário, principalmente as que executam a impermeabilização das peças com produtos químicos, devem estar licenciadas pela Defesa Civil para exercerem suas atividades. A licença é solicitada e emitida via online, do smartphone, notebook ou computador. Basta seguir as orientações constantes no link.


    O licenciamento foi estabelecido pela Lei Municipal nº 15.509/19 (Lei Mateus Henrique Lamb), regulamentada pelo Decreto nº 806/19,


    Secretaria Municipal da Defesa Social e Trânsito

    Capacitações

    Em um evento adverso a possibilidade de alguém sofrer alguma queda, escorregar ou se machucar é muito grande. Para isso precisamos de pessoas capacitadas para atender àquele que necessitar de ajuda.


    Estabelecer os requisitos para a elaboração, manutenção e revisão de um plano de emergência contra incêndio, visa proteger a vida, o meio ambiente e o patrimônio.



    Telefones
    © 2009 - Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil - COMPDEC
    Rua Capitão Souza Franco, 13 - Bairro: Batel - CEP: 80.730-420
    defesacivil@curitiba.pr.gov.br
    Curitiba - Paraná