Noticias
Defesa Civil e hospitais se organizam para enfrentar situações de emergência

Defesa Civil e hospitais se organizam para enfrentar situações de emergência.

Um simulado de emergência organizado pela Defesa Civil de Curitiba mobilizou a região central na manhã desta terça-feira (19/7). Caminhões do Corpo de Bombeiros, ambulâncias do Samu e viaturas da Guarda Municipal e da Superintendência de Trânsito (Setran) ocuparam as imediações dos hospitais São Vicente e Cruz Vermelha, locais escolhidos para o simulado, na Rua Vicente Machado.


Foi simulada uma situação de incêndio no Hospital São Vicente, com remoção das vítimas para o Cruz Vermelha. A ação faz parte do Plano de Auxílio Mútuo dos Hospitais (PAM Hospitais), que foi criado em 2019 e conta com 26 hospitais cadastrados.


Segundo o coordenador da Defesa Civil, Nelson Ribeiro, essa é a primeira vez que a ação é feita de forma simultânea em dois hospitais.


“Este é um trabalho para que, em uma situação real, nós possamos mobilizar toda uma estrutura de apoio e dar suporte ao hospital atingido por um incêndio ou qualquer outra emergência. Desde o apoio no local do acidente até o remanejamento das vítimas. É importante que os hospitais conheçam qual é a estrutura existente para apoiá-los em uma situação de crise”, diz o coordenador.



Mobilização


Uma grande estrutura foi organizada pela Prefeitura para a execução do exercício simulado. Durante a manhã, uma das pistas da Rua Vicente Machado foi bloqueada, entre as ruas Brigadeiro Franco e Visconde do Rio Branco.


Os estacionamentos regulamentados (EstaR) também foram desativados nesse trecho para que as viaturas de resgate pudessem parar próximas ao local do exercício.


Na simulação, "pacientes" em diferentes graus de risco (leve, moderado e grave) foram resgatados do São Vicente e transportados para o Cruz Vermelha. Durante o trajeto, batedores da Guarda Municipal e da Setranfizeram a escolta da ambulância e o bloqueio do trânsito durante o translado que levou menos de três minutos.


Segundo o guarda municipal Rodrigo Alípio, que integra a equipe da Defesa Civil e organizou o simulado, o objetivo inicial foi atingido com êxito.


“Com planejamento, conseguimos mobilizar dois grandes hospitais de Curitiba e suas brigadas de incêndio, como também todos os órgãos responsáveis pelo atendimento desse tipo de emergência. Agora vamos avaliar ponto a ponto e fazer as adequações necessárias para aprimorar o trabalho”, explica Alípio.


Cidade Resiliente


O secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Péricles de Matos, explica que a cidade de Curitiba é pioneira em ações de prevenção a desastres.


“Curitiba se destaca no cenário internacional, está entre as principais cidades do mundo pela capacidade de resiliência, de antecipar e prever cenários de risco e empreender ações e tecnologias para salvar vidas”, afirma Matos.


Como um exemplo de boas práticas,o primeiro simulado do PAM Hospitais de Curitiba atraiu diferentes instituições que foram acompanhar de perto a iniciativa inédita na capital.


Além de representantes de diferentes hospitais, o simulado foi acompanhado também pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, que encaminhou uma equipe de Brasília para registrar a ação que poderá servir de modelo para outros estados.


A Defesa Civil da cidade de Blumenau (SC) e representantes da Faculdade Uniensino também acompanharam.


Capacitações

Em um evento adverso a possibilidade de alguém sofrer alguma queda, escorregar ou se machucar é muito grande. Para isso precisamos de pessoas capacitadas para atender àquele que necessitar de ajuda.


Estabelecer os requisitos para a elaboração, manutenção e revisão de um plano de emergência contra incêndio, visa proteger a vida, o meio ambiente e o patrimônio.



Telefones
© 2009 - Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil - COMPDEC
Rua Capitão Souza Franco, 13 - Bairro: Batel - CEP: 80.730-420
defesacivil@curitiba.pr.gov.br
Curitiba - Paraná